ADELINO DE MELLO FRANCO


Não aceitando a candidatura do Sr Antonio Gagine como oficial, os políticos movimentaram-se e lançaram como candidato de oposição nas eleições de 1965 o Sr Adelino de Mello Franco, o qual tomou posse como 2º Prefeito de Cambira em 22/10/1965. Mineiro de Taboão, Município de Bom Jardim de Minas - MG, filho de Antonio Correia Franco e Lucinda Garcia da Silva, nasceu em 15/01/1904, e era casado com a Sra. Geraldina de Almeida Lima. Proprietário rural em Itacolomi, residia em Apucarana, onde era membro da Diretoria da CANORPA. Faleceu em Apucarana aos 94 anos de idade.
Com muita experiência na administração de fazendas; austero até em demasia, era dono de uma personalidade incomum: impunha sua autoridade apenas com o olhar, e quando isto não bastava, falava franco e claramente, fazendo muito uso de provérbios para justificar suas palavras, como “Quem fala o que quer, ouve o que não quer”.
Eleito, adquiriu o imóvel situado na Av. Canadá, onde hoje reside o Sr José Marezi. De manhãzinha já estava junto aos servidores, e pessoalmente despachava os serviços de máquinas. Manteve como Secretário o Sr Victor Lôr, dando-lhe autonomia para os serviços na área urbana. Embora eleito com minoria na Câmara, ele conseguiu, após reuniões em sua residência, conscientizar a todos que, para o bem da administração, era necessário união e paz. Conseguiu seu objetivo e pôde, até o final do mandato, contar com a presença e apoio da maioria dos vereadores, sendo a Câmara composta dos Srs.: Armando Belini, Efigênio de Almeida Lima, Luiz Beleze, Antonio Felisberto Espada, José Guimarães Gomes, Teódolo de Almeida, Vitório Magon, Joaquim Evaristo, Orlando Soares de Souza, tendo ainda assumido como suplente no período o Sr José Crotti.
Dois projetos foram de imediato por ele executados: a construção do prédio próprio da Prefeitura, situado na Rua Argentina nº 95, esquina com a Rua Inglaterra, e que a nosso ver deveria ser tombado como Patrimônio Histórico do Município, pela sua importância no contexto histórico, pois serviu por muito tempo como Sede da Prefeitura, abrigando ainda o 1º Serviço Telefônico da Cidade e o Reservatório de Água, onde a cidade se abastecia, parcialmente, da água retirada do poço artesiano ali existente e até hoje utilizado. Em 2º lugar veio o alargamento da estrada ligando Cambira ao Município de Borrazópolis, com máquinas alugadas da Café do Paraná, na época dirigida pelo Sr Jayme Canet Jr., na qual curvas foram alteradas, trechos foram modificados, tornando a estrada mais eficiente e melhor adaptada ao tráfego de veículos.
Nossos jovens, concluído o curso primário, precisavam deslocar-se até Jandaia do Sul para ali cursarem o Ginásio. Lutando para conseguir a criação do curso ginasial em Cambira, a fórmula encontrada junto à Secretaria de Educação foi a criação do Setor Local da CNEC - Campanha Nacional de Escolas da Comunidade, o qual, formado pelas personalidades expressivas do Município, e tendo à frente o SR. Victor Lôr, criou o Ginásio Gonçalves Dias, o qual iniciou suas atividades em maio de 1965, no período noturno, em instalações cedidas pelo Grupo Escolar César Lattes, tendo como Diretor o Prof. Durval Pinto; na Secretaria a Sra. Lúcia Dorabiato Corsete; como vice-diretora a Sra. Egeni Mansur Pereira, e como professores Aveni Balieiro, Maria Laide Bardi e Isabel Corbacho. O Ginásio em apreço terá uma abordagem à parte no Setor de Educação deste histórico
Além das já mencionadas acima, destacam-se dentre suas obras:
# Abertura de estradas rurais, como 304, variante da Estrada 300 Alqueires, com 8 Km; Marafon/Bom Jesus, com 6 Km; Ouro Verde-Poloni, com 4 Km.
# Construção do prédio com 04 salas de aula e administração e criação do Colégio Estadual “Rosa Delúcia Calsavara”,   em área de 3.900,00 m2, cedida pela família Calsavara.
# Instalação do 1º Serviço Telefônico de Cambira.
# Instalação do Serviço de Abastecimento de água de Cambira, com a construção do Reservatório Elevado, com capacidade para 127,00 m3 de água.
# Instalação da rede de abastecimento de água da cidade, em convênio com a SANEPAR, obra inaugurada em novembro de 1969.
# Construção do prédio do Colégio Estadual “Tomé de Souza”, em Itacolomi.
# Criação e instalação do Ginásio Estadual de Itacolomi com extensão em Cambira, a partir de 1971.
# Instalação de energia elétrica em Itacolomi.
# Reforma total, com pintura a óleo, nas Escolas rurais municipais.
# Construção de diversas Escolas, em alvenaria.
# Construção do andar térreo do prédio situado na Rua Argentina, nº 110, para instalação do 1º Centro de Saúde de Cambira, com a contratação do Dr. José Wilson de Freitas, substituído pelo Dr. Manoel Ribeiro Ferraz, ambos médicos, e do Dr. Wanderlei Ricci como dentista.
# Aquisição de uma Pá Carregadeira Munck acoplada a um trator Massey Ferguson.
# Aquisição de uma motoniveladora.
# Aquisição de uma perua Rural Willys Overland, própria para as estradas sem revestimento existentes na época.
# Ampliação da Garagem Municipal.
# Criação da Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Cambira, tendo na Presidência a Sra. Inês Lemos Kiellander, pessoa apolítica e de grande participação na vida social da cidade.
Em sua gestão contou com a ajuda do Deputado Arnaldo Faivro Busato, Secretário da Saúde do Paraná. Governou o município de 22/10/1965 a 22/10/1969, e faleceu no dia 11/09/1997, em Apucarana, onde está sepultado.
Foi homenageado com seu nome dado ao Estádio Municipal de Itacolomi e ao Centro Administrativo de Cambira, por ter sido em sua gestão adquirida área de 6.200,00 m2 e dado início à construção do prédio do atual Paço municipal de Cambira.

 Sr. Júlio Sapatini
Nascido em 10/07/1920, o sr. Júlio Sapatini foi eleito vice-prefeito juntamente com o sr. Adelino de Mello Franco, tendo mantido durante os quatro anos de mandato estreito relacionamento com o mesmo, o qual lhe deu a incumbência de cuidar do serviço rodoviário municipal. Nesta tarefa soube muito cativar a simpatia e a amizade dos funcionários do setor, tendo desenvolvido excelente trabalho. Naquela época, a Prefeitura dispunha apenas de um caminhão GMC com carroceria de madeira, um trator agrícola Massey Ferguson com uma pá carregadeira adaptada e uma motoniveladora. Mais tarde foi adquirida mais um motoniveladora, e através de convênio com o Estado foi feito um amplo serviço de readequação da estrada Cambira a Borrazópolis, e o sr. Júlio Sapatini sempre esteve no comando dos serviços juntamente com o titular Adelino de Mello Franco.
Faleceu em 24/05/1990.
Comments