HISTÓRICO URBANO

A Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, colonizadora desta vasta e rica região, não acreditou que pudesse surgir uma cidade tão próxima de Apucarana e de Jandaia do Sul. Assim, projetou a Vila Itacolomi, com 314.000 m2, equivalente a 12,97 alqueires, que se constitui hoje na sede do município de Novo Itacolomi.
  A força de vontade e a confiança no futuro estavam impressos em alguns de seus pioneiros.

Assim, em 1947, o Sr. Marcos José Calsavara, que aqui aportou em 1946, loteou parte de sua propriedade rural em 62 lotes e uma praça posteriormente extinta, loteamento este a que denominaram de Vila Formosa, e que se constitui no primeiro loteamento devidamente regularizado como tal, e assim oficialmente fixado como marco inicial de Cambira.
Da mesma forma, em 1954, Júlio Sapatini, Geraldo Marcato e Cecílio Nakad adquiriram de João Davantel uma área com 245.40l,93 m2 e a desmembraram em lotes urbanos, constituídos pelas Quadras de nº 1 a 18, a que denominou-se Loteamento Primitivo de Cambira. Sendo a área desmembrada do lote maior nº 134, foram as escrituras sendo outorgadas por João Davantel ou seu procurador, daí porque, embora sendo ele o primitivo loteamento, não foi como tal oficializado junto ao Cartório do Registro de Imóveis.
  Inicialmente denominada de Vila São José do Cambira, foi ela elevada à condição de Distrito em 1953, com suas delimitações definidas pelo Decreto nº 30/53 de 26/11/53.
comum.

OUTROS INFORMES SOBRE CAMBIRA:
  O sr. Diogo Ávila Munhoz, pai da tradicional família Ávila Munhoz (Diogo Jerônimo, bem como as esposas dos Srs. Angelo Mincachi e Antonio Pappa), era proprietário do lote de terras que atualmente pertence ainda aos seus descendentes. Seu neto João Perez Munhoz é o vice-prefeito empossado em 01.01.2005.
  Homem afeito ao trabalho árduo da lavoura, de origem espanhola, de rígida disciplina, era, entretanto, desapegado dos bens materiais quando se tratava de beneficiar a comunidade. Assim doou à Paróquia toda a área onde hoje se concentram a Igreja Matriz de Cambira, a Praça dos Pioneiros, o Parque Infantil João Paulo I e o Salão Paroquial. Seus filhos e netos são também loteadores da Vila Santa Maria, e doadores das áreas onde estão construídos o prédio atual do PROVOPAR (antiga Prefeitura), e a preço simbólico venderam a área de 6.200 m2 para construção do Ginásio Gonçalves Dias, atual Centro Administrativo “Adelino de Melo Franco” (Prefeitura atual), bem como o da APAE, além da doação da área onde está situada a sede da Associação de Amparo aos Idosos de Cambira.
  Pode ser considerado um pioneiro tanto na área rural quanto na área urbana, pois esse desapego dos bens materiais próprios em prol da comunidade é que distingue o pioneiro do homem
Subpáginas (1): Cambira atual
Comments