ORIGEM E FOMAÇÃO

ORIGEM

Cambira tem seu nome originário de um cipó muito abundante na região, sendo palavra de origem indígena. A flor do cipó, de cor lilás, está perpetuada no Brasão Municipal.

Há informações que o nome tem origem do guarani cambyr-a,.
 
 
         ASPECTOS FÍSICOS             

Cambira está enquadrada na Micro-Região 8, pertencente à Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (AMUVI), e sua população, em 1990, era de 9.179 habitantes. Possuía os Distritos Administrativos de Cambira e Itacolomi, e os seguintes Bairros situados na zona rural:

Sete de Maio, Bela Vista , Marrecas, Serrinha, Nossa Senhora Aparecida, Carvalho, Ponte Preta, João Pinheiro, Trezentos Alqueires, Santo Antônio, Bom Jesus, Cruzeiro, Santa Luzia, Bejoim e Palmeirinha.

Com a emancipação de Novo Itacolomi, restaram para Cambira: Sete de Maio, Palmeirinha, Bela Vista, Santo Antonio, Bom Jesus, Cruzeiro, Santa Luzia e Bejoim

Sua área era de 314,9 Km2, limitando-se ao norte com Mandaguari e Apucarana; ao sul com Borrazópolis; a leste com Rio Bom e Apucarana e a oeste com Jandaia do Sul, Marumbi e Kaloré.

Entretanto, com a emancipação política de Itacolomi, que passou a chamar-se Novo Itacolomi, ocorrida em 29/01/1992, o município de Cambira ficou com os seguintes aspectos físicos:

Área - 166,9 Km2

Localização Geográfica - Latitude - 23º 35’ 00" Sul

Longitude - 5lº 35’ 00" W-GR

Altitude - 839 m (Estação Ferroviária)

Limites - NORTE - Mandaguari e Apucarana;

SUL - Novo Itacolomi;

LESTE - Apucarana;

OESTE - Marumbi, Jandaia do Sul e Mandaguari

População - (Censo de 2000) - 6.661 habitantes, sendo:

Zona Urbana - 4.164 habitantes; zona Rural - 2.497 habitantes. Em relação ao censo de 1991, houve aumento na zona urbana e diminuição na zona rural.

Cobertura Vegetal - Floresta úmida tropical

Solo Predominante - Brunizem avermelhada e terra roxa estrutural (textura argilosa)

Clima - Subtropical; - Mesotérmico; Verões de temperatura elevada;

- Geadas menos repetitivas, com tendências à

concentração de chuva nos meses de verão e estação sem seca

Prefeitura Municipal de Cambira

 DIVISÃO DE CAMBIRA E NOVO ITACOLOMI

    A divisa entre os municípios de Cambira e Novo Itacolomi ficou assim definida: “Principiando às margens do Ribeirão Cambira, sobe pela Estrada Ozorinho (EO-509) até a divisa dos lotes nº 122-A e 123 da Gleba Rio Bom; segue pela referida divisa, em linha seca, até encontrar a estrada asfaltada denominada “Dom Romeu Alberti”, antiga estrada (EO-001); desce pelo asfalto até a divisa dos lotes rurais nº 88-B e 89 da Gleba Itacolomi; segue em linha seca pela divisa dos referidos lotes até alcançar as margens do Córrego Vegeral; desce pelo referido córrego até sua foz no Córrego Militar; segue pelo Córrego Militar até sua foz no Ribeirão Itacolomi; sobe pelo Ribeirão Itacolomi até a divisa entre os lotes rurais nº 280 e 281 da Gleba Itacolomi; segue pela referida divisa, em linha seca, até alcançar a Estrada dos 300 Alqueires (EO-002); sobe pela referida estrada até alcançar a Estrada Pavani (EO-519) e finalmente, segue pela mesma (EO-519) até alcançar as margens do Ribeirão Marumbi”.

HIDROGRAFIA:

* Rio Cambira - Nasce na divisa de Cambira com Apucarana e localiza-se às margens da BR-376.

* Rio Itacolomi - Nasce na sede do município e tem como afluente o Rio Azul, Córrego Militar, Córrego Ligeiro e Córrego Laborado.

* Ribeirão dos Dourados - Nasce no sítio Sapatini, próximo a Cambira.

* Rio Marumbi - Limita Cambira com os municípios de Marumbi e Jandaia do Sul e tem como afluente a Água da Marreca.



SelectionFile type iconFile nameDescriptionSizeRevisionTimeUser
Comments